quinta-feira, 21 de fevereiro de 2008

Indagação aos oficiais superiores


Srs. Oficiais,


Hoje vocês falam como se fossem as vozes dos praças amordaçados sempre pelo RDPM. Mas será mesmo que os desejos dos srs. oficiais superiores, salvo as melhorias salariais, são os mesmos dos praças? Sou esposa de praça e há dez anos assisto todo o tipo de injustiças sempre escoradas no fatídico RDPM e no famigerado artigo 11. Gostaria de sua resposta sincera: O senhor realmente acha que é necessário tratar homens como animais irracionais, mantendo-os sob rédea curta a custa do medo? Eu considero o respeito mútuo como o único caminho para o melhor entendimento e o melhor rendimento do trabalho, além é claro do salário digno. Boas condições de trabalho significam também respeito ao homem por trás da farda! Obrigada pela atenção e aguardo respostas a minha pergunta.

19 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom o blog, gostaria de transcrever um comentário que li no blog dos Praças da PMERJ agora a pouco:

"Subten disse...
Caro Gustavo, típico de Coronel PM: nada pode-se dizer que vá contra seus anseios, suas aspirações. Dão crise de paranóia, se acham preteridos e partem para o ataque. Você é um jornalista (imagine-se agora como um Praça que resolve discordar dele) e imediatamente recebeu uma resposta que, logo se vê, não teve a necessária calma na interpretação. Claramente você apenas narra os fatos, mas logo se vê acusado de atribuir aos textos suas opiniões próprias, nem ao menos atentanto ou comentando (o Cel) qualquer outra parte de seu ótimo texto. Apenas e cegamente quer ele que só se coloque na imprensa as opiniões DELE. Sou Praça e a nós (Praças) nada interessa que a PM venha a confeccionar o Termo Circusntanciado, pelo contrário, ele será apenas mais poder na mão dos Oficiais e mais trabalho para nós Praças, por todo a burocracia extra que vai gerar nas Unidades. A nós nada interessa a volta da Secretaria de Polícia Militar, só aos Oficiais, que terão seus cargos equiparados aos de assessores de Secretário como você muito bem observou em sua resposta ao Cel Paúl. A nós Praças nada interessa um maior entendimento entre PMERJ e MPERJ, só aos Oficiais que ficarão mais perto do poder, que é somente no que parecem pensar. Temos Ouvidoria, CGU, CIntPM, DPJMs... e nenhuma Defensoria, nenhum apoio quando resta provado que somos injustamente acusados. Porque será? A nós não importa se o Secretário de Segurança seja um PM, um Delegado, Civil ou Federal, um Padeiro, Um Jornalista, etc.. a nós interessa condições de trabalho e salário digno, coisas das quais os Barbonos têm se distanciado bastante ultimamente em seus discursos. A nós Praças interessa a completa revisão do RDPM, um regulamento feito para manter jovens de 18 anos em rédeas curtas lá no Exército e trazido para a PMERJ. Através dele vemos os Praças submissos completamente aos Oficiais, estes imunes aos rigores do RDPM, e acontece do sujeito arrumar uma cervejinha na rua para dar ao chefe e só ele ser punido se pegam ele no flagrante carregando a tal cervejinha. Ops... que exemplo estranho esse, não acha? A PCERJ no Rio, mesmo contra os preceitos constituicionais que afirmam que o policiamento prevento/repressivo cabem às Policias Militares, vêm atuando de forma incontestavelmente muito mais eficiente nesse quesito que a PMERJ. E o que fazem os Oficiais da gloriosa PMERJ? Ao invés de procurarem aprimorar e melhorar a execução do trabalho pelo qual somos pagos e vemos outro fazer melhor, resovem partir para o ataque à PCERJ indicando que ela não realiza um bom trabalho na investigação, base primeira de uma polícia judiciária. Será que não sabem que não há aparelhos de investigação nas DP? Existe verba disponibilizada para os PPCC se infiltrarem em algum ambiente, ou eles devem utilizar seu próprio dinheiro? Ih.. parece que estou falando das P2. Existe um carro realmente descaracterizado para a investigação?(gol branco de anteninha no teto não pode contar como descaracterizado). Ih.. olha eu falando de novo das P2. E vamos parar por aqui, senão é assunto para um livro. Vamos resumir: Aos Oficiais da PMERJ só o poder importa e interessa, e não admitem que ninguém, nem governador nem jornalista se interponham entre eles e suas (deles) aspirações. O resto é só estória de cobertura. ┬

20 de Fevereiro de 2008 15:00


Farto da Democracia do Paúl disse...
Cel Paúl
Você se faz de líder, mas no seu blog só publica "elogios" a você.
Já enviei algumas críticas a sua agora nova postura, mas nunca são publicadas.
Estou divulgando sua "noção de democracia", a mesma que usava na Corregedoria contra os Praças, mas nunca contra os Comandantes.
Até jornalista aliado dos Barbonos, e não só de você, Cel Paúl, você ataca por não render-se à sua nova postura democrática.
Pede pra sair que você derrubou seu amigo."

Coronel é coronel e vai sempre ser coronel, não dá para dialogar com quem não tem ouvidos!

Anônimo disse...

Isso não adianta nada, quem estava na fesa de fim de ano do 31°BPM viu o a que é ser oficial e o que é ser praça. Só acabando com a PM e remanejando todos os policiais militares para a civil.

aspra-pm/bm-rj disse...

ATENÇÃO PRAÇAS
A HISTÓRIA É A SENHORA DA RAZÃO
ÁGUA E ÓLEO NÃO SE MISTURAM
O processo histórico da Polícia Militar, sempre foi pautado por uma
cultura conservadora e autoritária, a cúpula que determinava as necessidades da tropa,
impondo um tratamento diferenciado, seja na saúde, na alimentação, nas necessidades
fisiológicas e na questão salarial.
O advento de um novo sistema político começou a provocar espanto e uma grande resistência à
modernização do sistema. Com o surgimento das entidades representativas de classe, sobretudo de praças, as suas ações
começaram a criar obstáculos e causar uma série de constrangimentos naqueles que não compreendiam que estava
nascendo um novo sistema político no País, e que abria espaço para que todos os cidadãos tivessem o direito de se
organizar.
A classe política passou a ter mais presença na sociedade e os governos envolvidos com o Estado
Democrático de Direito entenderam que os legítimos representantes de classe deveriam ter maior participação na vida
política no Estado Democrático.
Diante de todo esses fatos é preciso que haja maturidade e que continuemos com os nossos propósitos e
não podemos em hipótese alguma permitir que grupos ilegítimos tentem nos conduzir como massa de manobra, para a
conquista dos seus objetivos.
ASPRA-PM/BM-RJ
VISITE E OPINE NO NOSSO BLOG
ASPRAEMFOCO.BLOGSPOT.COM
PÁGINA : GOOGLE ( ASPRA ON LINE ) BLOG : GOOGLE ( ASPRA EM FOCO )
EMAIL : ASPRARJ@ASPRARJ.COM.BR ASPRAPMBMRJ@YAHOO.COM.BR

ASPRA-PM/BM-RJ disse...

GOVERNO ABRE AS PORTAS PARA
NEGOCIAÇÕES
O SECRETÁRIO DE SEGURANÇA PÚBLICA
RECEBE AS ENTIDADES
REPRESENTATIVAS DE PRAÇAS
No dia 12 de fevereiro, às 10:00horas, o Secretário de
Segurança Pública, Dr. Beltrame, recebeu em audiência
os representantes das Entidades Representativas de Praças, (ASPRA-PM/BM-RJ - ASSINAP -
ASPOM - CCS-PMERJ - ACS-CBMERJ - CBPR).
Na ocasião, as entidades solicitaram a interveniência do Secretário para agendar o mais breve possível uma
audiência com o Sr. Governador, a fim de que se possa dar continuidade ao processo de negociação da questão
salarial e outras de interesse dos praças.
Ao Secretário, foi apresentada uma pauta, primeiramente com cinco itens, os quais foram definidos como
prioritários (A questão salarial, 55% de reposição - Reforma urgente do RDPM, adequando-o a realidade
constitucional - O fim do rancho, aos moldes da PM de Brasília - A questão da oxigenação na PM - Submeter o
mais rápido possível os nossos 2º Sgt ao CAS, em caráter excepcional, Curso à distância).
Segundo o Secretário, a proposta seria levada o mais rápido possível ao Governador Sérgio Cabral e que muitos
dos itens seriam de fácil aplicabilidade, uma vez que já fazem parte do programa de modernização da PM.
ASPRA-PM/BM-RJ

VISITE E OPINE NO NOSSO BLOG
ASPRAEMFOCO.BLOGSPOT.COM
PÁGINA : GOOGLE ( ASPRA ON LINE ) BLOG : GOOGLE ( ASPRA EM FOCO )
EMAIL : ASPRARJ@ASPRARJ.COM.BR ASPRAPMBMRJ@YAHOO.COM.BR

Anônimo disse...

Pode não parecer, mas nossas associações nunca trabalharam tanto a favor dos seus associados como estão trabalhando agora. Só falta mobilizar os praças e começar a nos liderar.

Anônimo disse...

Parabéns Sra. Silvia considero a senhora mais um braço na luta pela verdadeira cidadânia dos policiais militares. Gostaria que todos os pais e esposas de policiais militares se unissem a senhora e denunciassem os maus tratos a que são submetidos esses homens e mulheres. Que Deus te guie. Mais uma vez parabéns!

Paulo Ferreira de Castro
Pai de policial Militar.

Anônimo disse...

Eu nunca autorizei esses caras a me representar, não sou filiado a nenhuma dessas associações que só servem como cabide de emprego e promoção de almoços, jantares entregas de placas a Cel e políticos, bando vampiros, já deviam ter morrido.

Com certeza vão aceitar qualquer esmola e beijar a mão dos safados, quem sabe até pedir emprego para algum parente se não para eles mesmos.

Anônimo disse...

Conheça o Blog Amigos do Melqui e participe da Enquete:Em qual triunvirato você confia?

http://amigosdomelqui.blogspot.com/

johnson disse...

AQUI NO CEARÁ TAMBÉM A POLICIA MILITAR PASSA POR UM VERDADEIRO ABANDONO POR PARTE DO ESTADO.

Anônimo disse...

Gostaria de transcrever um comentário que li no blog.

"ESTOU AQUI MAIS UMA VEZ, PARA FAZER MAIS UM COMENTÁRIO, SEM ME DEIXAR INFLUENCIAR PELOS ACONTECIMENTOS. PERCEBO QUE É HORA DE MUDANÇAS. ISSO JÁ FICOU CLARO PARA A MAIORIA DOS POLICIAIS E DOS BOMBEIROS. SENDO ASSIM, ACREDITO QUE SERIA VIÁVEL QUE OS QUE ENCABEÇAM ESSA CAUSA, INCLUAM NAS SOLICITAÇÕES AO MINISTÉRIO PÚBLICO A ABERTURA DE UMA AUDITORIA NOS QUARTÉIS TANTO DA POLÍCIA, COMO DOS BOMBEIROS. DEVERIA SER FEITO TAMBÉM UM PEDIDO A PRESIDÊNCIA DOS DIREITOS HUMANOS, PARA QUE VISITASSE OS NOSSOS QUARTÉIS E OUVISSEM DE FORMA SIGILOSA, OS NOSSOS PRAÇAS. DIGO ISSO, PORQUE QUANDO ISSO FOR FEITO, VIRÁ A TONA AS INÚMERAS BARBARIDADES COMETIDAS POR HOMENS QUE DISLUMBRADOS COM O BRILHO DE UMA ESTRELA NO OMBRO, NÃO CONSEGUEM DEIXAR DE LADO A VAIDADE E A TIRANIA, E TRATAM OS SEUS SUBORDINADOS COMO SE FOSSEM BICHOS.
SERIA MUITO INTERESSANTE VER ESSE GRUPO QUE LUTA POR CONDIÇÕES DIGNAS, COMEÇAR A CORTAR NA PRÓPRIA CARNE, E ADMITIR QUE EXISTE MUITA COVARDIA COMETIDA NO INTERIOR DA CASERNA. PARA TUDO QUE SE DESEJA IMPOR, BASTA ELABORAR UM MEMORANDO E ACRESCENTAR A SEGUINTE FRASE: 'O NÃO CUMPRIMENTO DAS NORMAS ESTABELECIDAS, SERÁ CONSIDERADA TRANSGRESSÃO DA DISCIPLINA DE NATUREZA GRAVE'.
É SENHORES. O ASSUNTO É MAIS SÉRIO DO QUE SE POSSA IMAGINAR. EU ACREDITO QUE SE TEMOS A INTENÇÃO DE VERMOS A CASA LIMPA, SE FAZ NECESSÁRIO MUDANÇAS PROFUNDAS.
É IMPOSSÍVEL TRATAR UMA PESSOA COMO QUEM ATIÇA UM CÃO BRAVO AMARRADO, E NÃO ESPERAR QUE UM DIA ELA REAJA. ISSO ESTÁ ACONTECENDO A MUITO TEMPO. NO ENTANTO, NOS DIAS ATUAIS, NÃO TEMOS MAIS UM EFETIVO COMPOSTO DE PESSOAS QUE TENHAM APENAS A 4ª SÉRIE DO PRIMÁRIO. ATUALMENTE, A MAIORIA DOS NOSSOS PRAÇAS JÁ POSSUEM O CURSO SUPERIOR, E PORTANTO, CONHECIMENTO SUFICIENTE PARA REALIZAR UMA LEITURA CULTUADA NO NIVEL MAIS PROFUNDO DA HERMENÊUTICA, PARA INTERPRETAR PELO MENOS O ART. 5° DA CF/88.
É FÁCIL INVESTIGAR. DIFÍCIL NA VERDADE É ESTAR SOB INVESTIGAÇÃO. EU PENSO QUE É CHEGADA A HORA DE FAZER UM LEVANTAMENTO NA VIDA DE TODO CONTIGENTE DAS DUAS INSTITUIÇÕES. AFINAL, QUEM NÃO DEVE, NÃO TEME. E SÓ PARA DAR O EXEMPLO, EU ACREDITO QUE DEVERÍAMOS COMEÇAR PELA VIDA DOS OFICIAIS. EU NÃO TENHO DÚVIDAS DE QUE O TEMPO É SENHOR DA RAZÃO. É POR CAUSA DISSO QUE HOJE ME EXPRESSO ATRAVÉS DESSAS LINHAS. TRANCARAM NUMA MASMORRA SEM CONDIÇÕES DE SOBREVIVÊNCIA, HOMENS E MULHERES QUE QUEREM APENAS CONSEGUIR LEVAR PARA DENTRO DE CASA O PÃO DE CADA DIA, COM DIGNIDADE. MAIS ESTÁ DIFÍCIL. DEUS SABE O QUANTO ESTÁ DIFÍCIL. É QUASE IMPOSSÍVEL ENCONTRAR ALGUÉM QUE ESTEJA SATISFEITO COM A PROFISSÃO QUE EXERCE DENTRO DA POLÍCIA. E ISSO NÃO É APENAS POR CAUSA DO SALÁRIO, MAS POR DIVERSAS RAZÕES QUE OCORREM SILENCIOSAMENTE NO DIA A DIA DESSES PROFISSIONAIS. FÉRIAS SUSPENSAS; DINHEIRO PRA SE MANTER NUM DETERMINADO SETOR; GRITOS, CHINGAMENTOS, HUMILHAÇÕES. É O PROFISSIONAL DE POLÍCIA SENDO FORJADO À MÃO DO COMANDANTE, PARA REFLETIR NAS RUAS, DIANTE DA POPULAÇÃO, O TRATAMENTO QUE RECEBE INTRA-MUROS DO QUARTEL.
EU CREIO EM DEUS. E ESSA É A ÚNICA RAZÃO QUE ME FAZ ACREDITAR QUE UM DIA OS HOMENS QUE ESTÃO NO PODER SABERÃO TRATAR COM RESPEITO OS SEUS SUBORDINADOS. NO DIA QUE ISSO ACONTECER, O HOMEM DO PODER NÃO MAIS SE IMPORÁ PELO MEDO QUE PRODUZ, MAS, PELA LIDERANÇA QUE DETÉM. SABERÁ AINDA QUE NÃO COMANDA INDIOS, QUE NECESSITAM DE CHEFES, MAS QUE COMANDA SOLDADOS, QUE ACIMA DE TUDO, NECESSITAM DE LIDERES. O CHEFE MANDA, PORQUE NUNCA CONQUISTOU. O LIDER PEDE, POR QUE ALÉM DE CONQUISTAR, DETÉM O PODER DE PERSUADIR. SE ESSAS PALAVRAS FOREM DE ALGUMA FORMA LEVADAS EM CONTA, NA HORA DE MONTAREM A PAUTA DAS PRÓXIMAS REUNIÕES, ENTÃO EU NÃO TENHO DÚVIDAS QUE UM DOS TÓPICOS A SEREM ABORDADOS É A MUDANÇA DO ATUAL RDPM. ESSE REGULAMENTO ARCAICO, QUE ESCRAVISA A TROPA E COLOCA NA MÃO DOS COMANDANTES UM PODER ABSOLUTO, QUE DISTOA TOTALMENTE COM O DISCURSO ATÉ AQUI EMPREGADO. SOMOS SUBORDINADOS E NÃO ESCRAVOS. QUANDO ISSO FOR ENTENDIDO, NÃO MAIS OUVIREMOS ORDENS AOS GRITOS, MAS PEDIDOS FEITOS DE FORMA CORDIAL, COMO CONVÉM A HOMENS DE VALOR E COM O MÍNIMO DE EDUCAÇÃO. VISTO QUE PALAVRAS COMO: POR FAVOR, COM LICENÇA, BOM DIA, BOA TARDE, BOA NOITE, POR GENTILEZA, MUITO OBRIGADO, ETC. NUNCA SAIRAM E NUNCA SAIRÃO DE MODA.
ESTIVE EM TODAS AS PASSEATAS ANTERIORES E PRETENDO ESTAR NAS PRÓXIMAS TAMBÉM. NÃO SEI SE APENAS AS IDÉIAS DESSE SARGENTO DE POLÍCIA SEVIRÃO PARA ALAVANCAR ATITUDES FAVORÁVEIS A TROPA. NO ENTANTO, ME SINTO COMO AQUELE BEIJA-FLOR, QUE SABE QUE NÃO VAI APAGAR O INCÊNDIO DA FLORESTA, MAS QUE TEM A CONSCIÊNCIA DE ESTAR FAZENDO A SUA PARTE.
UM ABRAÇO A TODOS. QUE DEUS NOS ABENÇOE.".

Anônimo disse...

Parabéns pelo blog. Os praças estão precisando serem ouvidos. Praças e oficiais só tem em comum a necessidade de salários melhores, de resto são interesses conflitantes.

Anônimo disse...

realmente estes oficiais não valem nada , nos deixam trabalhar dia sim dia não , nos dão dispensa por qualquer coisa , nos dáo ato de serviço quando nos morremos em criome ou transgressão com o risco da própria carreira , realmente não valem nada .

Anônimo disse...

realmente estes oficiais não valem nada , nos deixam trabalhar dia sim dia não , nos dão dispensa por qualquer coisa , nos dáo ato de serviço quando nos morremos em criome ou transgressão com o risco da própria carreira , realmente não valem nada .

Anônimo disse...

esposas de policiais , visitem os quarteis e vejam como seus maridos sao tratados , vcs vão se surpreender , eles contam histórias para vcs enquanto caem na gandaia , aumento os oficiais não podem dar , mas deixam seus maridos trabalharem dia sim dia não , 80 horas por mes , e eles ainda faltam e chegam atrasados e não são punidos , isto eles não falam parta vcs ,vcs estão é levando volta , se liguem,,,

Silvia Gomes disse...

Meu caros srs. anônimos das 20:37 e 20:42,
Lamento decepcioná-los mas eu conheço todos os quartéis por onde meu marido passou, conheci todos os seus oficiais superiores e inclusive tive a oportunidade de debater punições com alguns deles, quem me conhece sabe quantas vezes estive na OPM onde meu esposo estava lotado para defendê-lo das arbitrariedades e injustiças cometidas, e quantas vezes ele cumpriu suas punições sem que eu interferisse (quando merecidas). Os comandantes que tiverem a oportunidade de me ouvir, com certeza, lembram de mim, pois quando vou lutar pelos direitos do meu esposo vou respaldada pelo RDPM, estatuto e Constituição Federal. Meu marido diz que sou a melhor advogada que ele tem. Portanto não me venham com choros e lágrimas de crocodilo tentando me dizer que meu marido mente pois o senhor só está me mostrando que o sr. também mente para sua esposa, namorada ou seja lá quem for, pois nas suas festinhas só para oficiais, "nens e primas" só vão os seus pares. Acha estranho eu ter conhecimento desses detalhes? É porque meu marido mente muito pra mim! E pare com o conto da Carochinha de que oficial dá folga à toa, é mentira, pois quando o meu pai faleceu eu e meu esposo ainda não havíamos casado no papel, apesar de vivermos juntos há oito anos, e meu esposo não teve folga para ir no enterro do meu pai, afinal não éramos casados. Quando estive doente, internada no HCPM com crise renal meu marido ficou detido por ter chegado atrasado ao ter me levado para o hospital, apresentando todos os comprovantes do HCPM ao coronel, esse foi um dos casos que debati a punição com o comando e a punição foi cancelada. Essas são apenas algumas das "folgas" que ele recebeu de mão beijada dos bondosos oficiais! Não estou aqui para julgar nem generalizar, já tive provas que existem bons oficiais, inclusive durante um grave problema que minha família enfrentou tivemos o apoio incondicional do Comandante de meu marido, o Cel. Roberto Penteado, na época à frente do BPVE. Os bons existem, mas os maus estão correndo na frente.

M.Maxímus disse...

Sra. Silvia isso é o oficial da PMERJ hoje. Entende a nossa posição agora?

Anônimo disse...

Acho que seria muito interessante lembrar que generalizar não é correto. Afinal da mesma forma que existem maus oficiais, existem tb maus praças. Praças que vendem oficiais que tem que fazer supervisão de alto escalão, fato que não aconteceu com meu marido por proteção de Deus e Nossa Senhora.E torno a dizer que, não podemos generalizar, pois tenho um exemplo em casa que oficiais honestos tb são perseguidos, o meu marido foi e só não foi punido pq teve a sorte de encontrar oficiais honestos pra julgá-lo, diferentemente do coronel que o acusou com ao respaldo do comandante intermediário da época.E como prêmio por ter acabado com nossas vida e de outros oficiais que queriam trabalhar honestamente, foi promovido a comandante intermediário. E quanto a folga, o meu marido sempre que pode da folga aos seus motoristas e nossa casa tb é frequentada por eles como amigos, inclusive em eventos como aniversários, churrascos, etc.....
Existem oficiais e oficiais....Vamos ter cuidado pra não dividir ao inves de somar
Afinal queremos a mesma coisa.

Silvia Gomes disse...

Sra. Anônima das 13:44. A única reivindicação que oficiais e praças tem em comum é o salário. Como já postei anteriormente, não é do meu feitio generalizar, encontramos ótimos oficiais na carreira de meu marido, mas na grande maioria só tropeçamos em homens que não conseguiam ou não queriam enxergar o praça como um ser humano. acho maravilhoso que seu marido se enquadre no rol dos bons oficiais, pena que eles ainda são minoria, mas acredito que em pouco tempo eles serão a grande maioria e que verão os praças como homens que lutam ombro à ombro com eles por uma PMERJ muito melhor.

FORÇA ALERTA disse...

GOSTEI MUITO DESSE BLOG

Cara senhora e companheira de luta pela melhora da qualidade de vida de NÓS POLICIAS MILITARES e BOMBEIROS MILITARES:
Plagiando o Presidente Lula,ao longo de mais de 27 anos na PMERJ, " nunca antes",(que eu me lembre)na história da PMERJ, vivenciei um momento e um ambiente tão fértil e uma oportunidade, talvez ímpar, para darmos as mãos, como cidadãos profissionais da Segurança Pública e da Defesa Civil, e mirarmos para AGORA para a questão que mais nos uni: A MELHORIA SALARIAL E DO PODER DE COMPRA DO POLICIAL MILITAR e do BOMBEIRO MILITAR.
Falo da PEC 300, que está ganhando força em todo país. A PEC 300 será a nossa redenção ECONÔMICO-FINANCEIRA-SOCIAL, que trará o marido e as esposas para mais perto da sua família, mais tempo e dinheiro para estudar e para o lazer, pois NÃO PRECISAREMOS MAIS FAZER "BICOS" para complementar a renda familiar.
CONCLAMO que divulgue essa msg para outros blogs, para LOTARMOS A PRAIA DE COPACABANA NA 2º CAMINHADA DE APOIO À PEC 300, DIA 27 DE SETEMBRO, 10 h , NO POSTO 6, EM FRENTE AO FORTE DE COPACABANA.
PRESTE BASTANTE ATENÇÃO:
Esta CAMINHADA da PEC 300 não tem um PAI ou uma MÃE, como alguns tentam rotular como sendo um movimento do Cel Paul, Delima, melquisedeck, ou outros companheiros que queiram falar.
Não, não temos PAI e nem MÃE, SOMOS completamente ÓRFÃOS, e por isso precisamos nos JUNTAR e caminhar UNIDOS para nos FORTALECERMOS, aí então poderemos acreditar que AGORA É PRA VALER.
2º TEN Fernando DELIMA (QOA/2008)