quarta-feira, 21 de abril de 2010

Inversão de valores

No último dia 15 o Rio de Janeiro amanheceu um tanto quanto mais sujo, a imundície quase alcançou o céu, afinal o monumento mor da beleza da nossa cidade acordou pichado. É gente, os vândalos de plantão picharam o Cristo Redentor! Nossa! Foi uma comoção nacional. O governador se manifestou, o prefeito chegou às lágrimas, muitas outras autoridades quase enfartaram tamanho o choque que tiveram ao receber a notícia de tamanha afronta. A mobilização à caça dos marginais perigosos que escalaram o monumento para manchar de tinta a moral e o orgulho carioca foi tão intensa que hoje, apenas seis dias depois, os perigosos meliantes já se encontram devidamente identificados e na iminência de serem presos a qualquer momento. Seus nomes? Pouco me importa! Não me interessa dar cartaz a dois titicas de pinto que vivem de espalhar nojeira pelos muros da nossa cidade e acho que foi notoriedade demais o que deram a esses dois merdinhas. A polícia mobilizada e a mídia divulgando o feito era tudo o que eles mais desejavam, mas fazer o que? Vivemos no estado da inversão de valores onde policiais são assassinados todos os dias e nem uma única vez vi o nosso governador manifestar-se frente às câmeras de TV demonstrando toda a sua indignação com o abuso dos marginais, esses sim extremamente perigosos e ousados. Não consigo aceitar que em um estado onde um policial ganha menos de R$1.000,00 para ser caçado por marginais e ao ser baleado seja jogado em um hospital onde, apesar da luta para ser mantido em funcionamento, morrem por falta de infra estrutura e de pessoal, o governador consiga se indignar publicamente com um mero dano ao patrimônio que com água e sabão some.
O meu nobre governador Sérgio Cabral, ontem, durante a formatura de mais 1.020 sofredores públicos estaduais militares afirmou ser favorável a um piso estadual para os PMs, mas ser favorável em ano eleitoral e no Maracanãzinho sendo assistido por mais de duas mil pessoas (estou contando com os formandos e seus familiares) é mole, se fosse mesmo a favor teria implementado esse bendito piso logo no início do governo mostrando aos policiais e seus familiares que era digno dos seus votos para a próxima eleição, mas agora? No limiar das mudanças o senhor me vem com esse papinho de cerca Lourenço? O que o senhor pensa que somos? Burros ou crédulos? Não me leve à mal senhor Sérgio Cabral, mas tenho gravados em minha memória seus compromissos de campanha, compromissos assumidos perante os policiais de que lhes daria dignidade e justiça social, no entanto não foi isso que vimos durante esses longos quatro anos do seu governo. O que vimos foram salários cada vez mais defasados e a mentira deslavada de que o estado não tinha verba para dar aumento, o que vimos foi um hospital cada vez mais sucateado e a verba do fundo de saúde continuando a ser desviada para outras coisas, o que vimos foi o senhor indo a público gritar a plenos pulmões que nossos policiais eram débeis mentais e nossos médicos vagabundos, o que vimos foi o senhor passeando em Paris sempre que possível e agora, mais recentemente, o que vimos foi o senhor completamente indignado com o dano ao patrimônio como jamais esteve em relação às mortes brutais de nossos policiais. Seria muito bom se de toda essa indignação e revolta apresentada pelo senhor em relação ao patrimônio do estado sobrasse, pelo menos, 1/3 para manifestações contra as barbáries cometidas contra nossos bravos. Se 1/3 dessa gana de caçar os marginais do Collor Jet se revertesse em vontade política de melhorar a vida da PMERJ, com certeza eu hoje não estaria aqui escrevendo essas linhas e, talvez, pensasse em votar no senhor em outubro. Mas nem 1/3 do seu empenho esteve voltado para a família policial militar nesses quatro anos e ainda por cima o senhor se apresenta como o líder universal da inversão de valores ao dar muito mais importância a um monumento (não que ele não seja importante) do que aos seres humanos que defendem sua vida e a vida dos cidadãos cariocas, muitas das vezes deixando suas esposas viúvas e seus filhos órfãos para que nós possamos dormir. Realmente dessa vez o senhor se superou. Vou sugerir aos policiais do Rio de Janeiro que deixem de ir aos batalhões e passem a se apresentar nas praças do estado como estátuas humanas, quem sabe assim o senhor os confunde com monumentos e eles são promovidos de débeis mentais a esculturas de pedra sabão e, assim, passam a ter alguma importância.

10 comentários:

Anônimo disse...

Cabral tem feito um bom trabalho. Mas, menos de 4 anos é muito pouco tempo para resolver todos os problemas do nosso Estado. Mas tudo está começando a melhorar e com a reeleição de Cabral muito mais coisas boas irão acontecer.

Silvia Gomes disse...

Você anônimo que se deu ao trabalho de ler e comentar, agradeço a atenção, mas sinceramente você não deve ser funcinário estadual, muito menos da segurança pública, pois para nós, o que vimos o sr. Cabral fazer foi nos xingar, ofender, mentir e deixar de cumprir seus compromissos de campanha, mas tudo bem, você deve ser mais um daqueles que acha que o policial militar já está ganhando muito bem do estado já que ele "rouba" nas ruas e esquece que nem todo mundo é desonesto e que a grande maioria é de policiais honestos que estão se matando em duplas e triplas jornadas para garantir uma vida melhor aos seus, ou morrendo à míngua quando ficam doentes. Agradeço a exposição do seu pensamento, mas eu continuo com o meu: Cabral?! Nunca mais!

Anônimo disse...

Covardia na Policlínica da Polícia Militar de São João de Meriti...

Silvia, Já não podemos mais reclamar nossos Direitos... Um Cabo foi preso na PPM/SJM, porque ao chegar à Policlínica foi informado no SAME que o médico não compareceu, e que a consulta iria ser remarcada, como necessitava de atendimento médico, pois não estava bem de saúde, se dirigiu a Major Gloria responsável pelo SAME da Policlínica, a fim de tentar que outro médico o atendesse. E em tom alto e agressivo foi destratado pela major, que ao invés de ajudá-lo lhe deu VOZ DE PRISÃO. E a ai vem a pergunta: será que se fosse um Oficial seria tratado de tal forma? Será que não o teriam avisado com antecedência do cancelamento da consulta, visto que as consultas agora são agendadas, pois durante o seu agendamento é anotado TEL, nome, RG e Unidade do militar?

O companheiro foi autuado na DPJM por DESACATO. Até que ponto podemos reclamar nossos Direitos, sem sofrermos tamanha represália? Haja vista, o Desacato alegado pelo Major Gloria é arbitrário e ilegal, pois pelo que consta no auge da inércia da administração da Policlínica, o Militar sendo tolido nos seus Direitos, e sendo destratado pelo Major Gloria, e vendo que não conseguiria o seu atendimento médico previsto em Lei, apenas se retirou da sua presença, o que não caracteriza Desacato. Todos que viram a cena ficaram comovidos, com tamanho absurdo, pois o Militar caiu desesperadamente em prantos

Rodnei disse...

Cara Sra Silvia

Sou Diretor da PPM/SJM e gostaria de fazer alguns esclarecimentos acerca do comentário do Anônimo de 27 de abril.

Prezado Companheiro

Repudio a sua afirmação de que houve "covardia" em nossa Unidade, pois o seu relato está eivado de inverdades. Senão vejamos:

1 - O Cb estava agendado para atendimento, mas chegara atrasado e a sua vaga já havia sido considerada desistência, portanto fora destinada à outro psciente, que se não me engano era praça ou dependente de praça. Ou seja, O MÉDICO NÂO FALTARA, o cliente chegou atrasado.

2 - A Maj Gloria explicou que pelo adiantado da hora o atendimento naquele turno não seria possível, mas se ele aguardasse poderia ser atendido no turno da tarde.

3 - Na unidade em que dirijo, não existe discriminação entre praças e oficiais. Todos são tratados com carinho e a atenção que merecem.

4 - O Cb NÃO foi preso por DESACATO, nem autuado na DPJM por crime. O que ele fez segundo o seu relato: "retirar-se sem autorização da presença de superior hierarquico" caracteriza transgressão disciplinar e como tal foi tratada.

5 - A administração da PPM/SJM não é inerte como é afirmado. Estamos em constante mutação, buscando aperfeiçoar nossos serviços. Não sei quem lhe disse que "o Cb caiu em pranto desesperado", pois isso não aconteceu. Ele foi tratado o tempo todo com respeito e consideração. Coisa que ele não teve conosco, que estamos trabalhando para TODOS os nossos usuários.

EM RESUMO: NÃO EXISTE COVARDIA EM SJM, TRATAMOS BEM A TODOS QUE SOFREM E NOS PROCURAM. SEJAM ELES PRAÇAS, OFICIAIS OU DEPENDENTES. APENAS QUEREMOS SER TRATADOS DA MESMA MANEIRA.

Lamento profundamente o ocorrido, e convido a Sra. Silvia a nos visitar, e se o prezado anônimo for militar ou usuário do FUSPOM, também é bem-vindo. Quanto ao Cb em tela, ele pode e deve retornar à PPM para continuar o seu tratamento. Apesar do seu comportamento descortês nessa ocasião, ele também é dono da Policlínica. Tenho certeza que apesar desse rompante de indisciplina, ele é boa pessoa e como tal merece ser tratado.

A PPM/SJM É DE TODOS NÓS

Atenciosamente,

Ten Cel Med Rodnei - Diretor da PPM/SJM

Anônimo disse...

LEOA, NUNCA TEREMOS CONSIDERAÇAO DOS POLITICOS, POIS A CARTA SOBERANA QUE AGRACIA AOS DEMAIS BRASILEIROS NOS E RASGADA A TODO TEMPO. nAO SOMOS BRASILEIROS E SIM MASSA DE MANOBRA POLITICA SUJA E BARATA. NOS USAM COMO MURO DAS PICHAÇOES. a SOCIEDADE AO MESMO TEMPO EM QUE SE INTERESSA PELA VIDA DE PERSONAGENS DE NOVELAS ESQUECEM DAS SUAS VIDAS E CAEM NAS ARMADILHAS MAIS SORDIDAS QUE A TV BOMBARDEIA DIARIAMENTE NOSSAS VIDAS DEIXANDO CAMINHO LIVRE PARA ESSA POLITICAGEM DE TOMA LA DA CA!. tEMOS QUE CONTINUAR LUTANDO COM AS ARMAS QUE TEMOS PARA REVERTER ESTE QUADRO ASSOMBROSO QUE ESTAMOS VIVENDO. E o pior ainda esta para acontecer se a Dilma vencer as eleiçoes. Que DEUS tenha piedade de nos.

Anônimo disse...

LEOA, NUNCA TEREMOS CONSIDERAÇAO DOS POLITICOS, POIS A CARTA SOBERANA QUE AGRACIA AOS DEMAIS BRASILEIROS NOS E RASGADA A TODO TEMPO. nAO SOMOS BRASILEIROS E SIM MASSA DE MANOBRA POLITICA SUJA E BARATA. NOS USAM COMO MURO DAS PICHAÇOES. a SOCIEDADE AO MESMO TEMPO EM QUE SE INTERESSA PELA VIDA DE PERSONAGENS DE NOVELAS ESQUECEM DAS SUAS VIDAS E CAEM NAS ARMADILHAS MAIS SORDIDAS QUE A TV BOMBARDEIA DIARIAMENTE NOSSAS VIDAS DEIXANDO CAMINHO LIVRE PARA ESSA POLITICAGEM DE TOMA LA DA CA!. tEMOS QUE CONTINUAR LUTANDO COM AS ARMAS QUE TEMOS PARA REVERTER ESTE QUADRO ASSOMBROSO QUE ESTAMOS VIVENDO. E o pior ainda esta para acontecer se a Dilma vencer as eleiçoes. Que DEUS tenha piedade de nos.

Anônimo disse...

leoa. Parei de acompanhar a falecida(pec300)pois eu tava ficando doido com tanta sacanagem. VOU FAZER COMO A MAIORIA E ME ACABAR DE TRABALHAR ATE PIFAR COMO UM BOMBRIL(pm)que depois de usado e jogado no lixo. O jeito e morrer fazendo bico ou aproveitar as pouquissimas horas que tenho com esposa e filhos e estudar para sair desta famigerada pm que nem pra oficial honesto serve mais, pois este tambem sofre sançoes quando se opoe a mafia dos bpms ou simplesmente se coloca lado a lado do praça o orientando em determinadas situaçoes. COMO pode um ppmm dar segurança a sociedade, quando ele proprio e desacatado dentro de seu proprio lar onde faltam medicamentos e alimentos. Nada vai acontecer enquanto nao formos reconhecidos pela nossa MAE, ou seja, A CONSTITUIÇAO BRASILEIRA.

Anônimo disse...

Silvia. Ha mais ou menos 4 anos atras , levei minha filha no hcpm para marcar uma consulta com dentista, pois a mesma precisava de cuidados ortodonticos. Para minha decepçao fui informado de que so dependente de oficial tinha direito a este procedimento. Ate hoje pago R$ 90,00 de manutençao pelo tratamento e ao final minha filha tera que operar o maxilar, ou seja , terei que fazer mais um emprestimo, pois nem vou perder tempo com hcpm para opera-la. V contratar um advd para tentar receber o valor do tratamento, bem como a operaçao. O Romario quando treinava na gavea passou mal e foi levado de helicoptero para o Pedro Hernesto e fez 36 exames em menos de 24 horas, ou seja, quem tem dinheiro , tem valor.

Anônimo disse...

MORAL DA ESTORIA!? ESTAMOS FU.... E MAL PAGOS!

Anônimo disse...

O GOVERNADOR TEM UMA CASA DE 5.000.000,00 DE REAIS CO CONDOMINIO pORTOBELLO TEM SEGURANÇA PARA SEUS FILHOS E PAIS , CADA QUAL COM DEZ POLICIAIS .PARA QUE SE PREOCUPAR COM A GENTE?. ESTAMOS SENDO MORTOS COMO PATOS EM TIRO AO ALVO E NADA SERIO SE FAZ. cade a periculosidade, adicional noturno, escala digna, riocard,etc. A covardia destes canalhas nao tem limites, so veem os votos das comunidades. Alem de sermos segregados dentro da propria pmerj, tendo que engolir o choque e as upps sendo agraciados com 1000 e 500 reais cada pra nao fazerem nada. O BOPE ,ESTE MERECE RECEBER ATE MAIS AS OUTRAS POLICINHAS ,NAAAAAAAOOOOO